Mercado automotivo - 04/03/2020 | Por:

Vendas de veículos importados crescem 10,8% em fevereiro


As quinze marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 2.668 unidades, anotaram em fevereiro último alta de 10,8% em relação a janeiro, quando foram vendidas 2.407 unidades importadas. Ante fevereiro de 2019, quando foram comercializadas 2.497 unidades, o aumento foi de 6,8%. Com esses resultados, o primeiro bimestre do ano fechou com alta de 2,1%: 5.705 unidades contra 4.972 emplacamentos de veículos importados. 

“Com a valorização da moeda norte-americana de 11,6%, somente no período de 2 de janeiro de 2020 ao dia de hoje, o setor de veículos importados esforçou-se ao máximo em manter os preços mais estáveis em reais. Por esse motivo, em fevereiro e no primeiro bimestre, obtivemos um resultado positivo. A permanecer essa escalada do dólar, porém, certamente nossos números de venda serão afetados seriamente para baixo nos próximos meses”, analisa José Luiz Gandini, presidente da Abeifa, para quem, com prováveis interferências mais incisivas do Banco Central na política cambial, a economia brasileira pode acelerar seu processo de recuperação. 

Gandini ressalta ainda que “por mais paradoxal que possa parecer, em dólar os veículos importados encontram-se hoje com os preços mais acessíveis dos últimos anos. Ou seja, é o momento certo para adquirir um importado. Até porque, na sequência, tanto importadores como os fabricantes nacionais terão de repassar a alta do dólar aos preços finais ao consumidor em reais”. 

As cinco marcas que mais venderam, em fevereiro, foram a Volvo (651 unidades / +19,2%), Kia (599 / +1%), Land Rover (323 / +22,8%), Porsche (279 / +24,6%) e BMW (268/ -7,6%). 

Produção local 

Entre as associadas à Abeifa, que também têm produção nacional, BMW, CAOA Chery, Land Rover e Suzuki fecharam fevereiro último com 2.906 unidades emplacadas, total que representou alta de 15,2% em relação a janeiro de 2020, quando totalizaram 2.523 unidades. E aumento de 24,5% ante fevereiro de 2019, quando foram comercializadas 2.335 unidades de fabricação nacional. 

Por marcas, a CAOA Chery, com 1.922 unidades emplacadas, obteve alta de 46,5% ante igual período de fevereiro de 2019; a BMW, com 649 unidades, alta de 7,1%; a Land Rover, com 231, retração de 7,2% e a Suzuki, com 104 unidades licenciadas, queda de 38,1%. 

Participações 

Em fevereiro último, ao considerar somente os veículos importados por associadas à entidade – total de 2.668 unidades -, o setor significou marketshare de 1,38%. Com 5.574 unidades licenciadas (importados + produção nacional), a participação das associadas à Abeifa foi de 2,89% do mercado total de autos e comerciais leves (192.639 unidades).